Minha Vida (Não Tão) Perfeita
Ed: 01 – Editora Record
Onde Comprar - AQUI
Sinopse:
Dramas, confusões e uma boa dose de amor são os ingredientes do novo romance de Sophie Kinsella. Cat Brenner tem uma vida perfeita: mora num flat em Londres, tem um emprego glamouroso e um perfil supercool no Instagram. Ah, ok... Não é bem assim... Ela mora em um quarto minúsculo, seu trabalho numa agência de publicidade é burocrático e chato, e a vida que compartilha no Instagram não reflete exatamente a realidade. E seu nome verdadeiro nem é Cat, é Katie. Mas ela acredita que seus sonhos se tornarão realidade, que ela será reconhecida pela chefe... Até que tudo começa a dar errado. Após muitas confusões, dúvidas e uma mudança radical em si mesma, Katie percebe que nada é como ela imaginava. Afinal, o que há de errado em ter uma vida (não tão) perfeita?



“Acho que finalmente descobri como me sentir bem em relação a vida.
Sempre que vir alguém muito feliz, lembre-se: essa pessoa também tem seus
momentos não tão perfeitos. Claro que tem. E, sempre que você vir sua própria situação
não tão perfeita, se sentir desesperado e pensar: minha vida é isso?, lembre-se: não é.
Todo mundo tem um lado brilhante, ainda que seja difícil encontrar, às vezes."
pág. 387



UM LIÇÃO DE VIDA!



Assim que recebi esse livro, me peguei ansiosa para ler, nunca tinha lido nada da autora, conhecia um pouco sobre seu trabalho pelo filme da Beck Bloom, mas não tinha tido a oportunidade de ler, até receber esse exemplar de cortesia da editora.

Logo de cara imaginei que fosse ser um daqueles livros que a gente começar chorando de rir e termina com um nó nas tripas e dor no maxilar de tanto rir, mas não foi o que eu encontrei! O livro foi muito além de boas risadas, muito mais do que gracinha pra aliviar a tensão… o livro foi uma grande e bela lição de vida.

Obviamente houveram os momentos cômicos, houveram as gracinhas e as situações engraçadas, mas nem tudo que vai se descortinando diante de nós é motivo pra rir. A pessoa tem de ser muito sem coração e não ter nenhuma empatia para rir de certas coisas que acontecem com a Katie, nessas partes eu me via com o coração na mão, pois sei bem como é ser carregada de sonhos e ver cada um deles desmoronando. Não é engraçado o que acontece com ela, é trágico, é triste e meu coração doía por ela. Me peguei torcendo para que tudo desse certo ao fim, mas até as ultimas páginas… lá estava eu com o coração na mão, sofrendo com ela.

Vamos conhecer a história de Katie enquanto ela mesma vai narrando sua vida não tão perfeita assim. Como todos nós, Katie foi condicionada a sonhar com a vida perfeita antes dos trinta, foi doutrinada pela sociedade, como todos nós, a ser bem-sucedida assim que saísse da faculdade e que sua vida estivesse nos trilhos tão logo conseguisse o diploma.

Mas como cada um de nós descobrimos que não há um paraíso após a formatura, que não há um trabalho maravilhoso, nem aquele flat incrível nos esperando assim que pegamos o diploma, Katie descobre que ter uma vida dos sonhos em Londres não será nada fácil e talvez ela lhe seja impossível.

Katie tem 26 anos e após 2 estágios está enfim trabalhando em uma empresa de publicidade em Londres, como sonhou. Tudo o que ela quer é uma nova vida, ser uma nova Katie e criar um personagem descolado e londrino será seu foco para tentar se enturmar na empresa. Obviamente, ela não trabalha com marketing nem com publicidade por lá, mas sabe que se for uma boa profissional e conseguir chamar atenção de sua chefe premiada e genial ela pode sim galgar degraus mais altos na empresa.

Só que nem tudo é o que parece, sua chefe genial não sabe nem ao menos o seu nome ou de quem quer que seja que trabalhe na agência. Demeter, é simplesmente uma das piores pessoas que Katie já viu e isso a deixa cada dia mais decepcionada e irritada com toda a situação. No trabalho ela também conhece Alex, um cara incrível por quem ela começa a se sentir atrair, mas é óbvio que ele era perfeito demais para ser verdade. Conversando com uma colega de trabalho ela descobre que Alex e Demeter são amantes há anos e todas as suas esperanças de encontrar um amor vai por água abaixo também.

Enquanto vamos acompanhando suas tentativas de se enturmar e conseguir o que deseja, vamos conhecendo seus medos, seus anseios e tudo o mais e vamos entendendo cada situação que ela vai passando. Então suas mentiras vão se tornando vazias, a vida de Katie vai se tornando cada vez mais complicada e solitária. Nesse ínterim ela ajuda o pai e a madrasta a dar o ponta pé inicial em um novo negócio, ela está tão empolgada com o material publicitário que ela criou sozinha para o glamping dos pais que mal percebe os problemas que rondam a agência onde ela trabalha. Enquanto tenta mostrar o panfleto que ela fez a sua chefe, ela descobre que foi demitida, mas não demitida normalmente, ela é demitida da forma mais bizarra e complicada possível. Desesperada ela sai do trabalho, não sem antes abrir o verbo com os chefes.

Escondendo do pai e da madrasta sua real situação em Londres, ela decide não desistir dos seus sonhos e começa então sua incessante busca por um novo emprego. Apesar de tudo ir mal, de todas as coisas a desanimarem, Katie não desiste. É quando ela recebe o convite da madrasta para ir até a fazenda da família dar uma mão com o novo negócio da família, que estranhamente está dando supercerto.

Lá, mesmo guardando sua demissão em sete chaves atrás de uma mentira de que está em um período sabático, ela vai voltar as suas raízes, vai entender que ela não precisa ser como as pessoas de Londres para ser bem-sucedida, ela precisa ser simplesmente ela mesma, a boa e velha Katie do interior da Inglaterra.

É enquanto ajuda os pais com o negócio que sua ex-chefe surge no glamping e ela pode enfim bolar sua vingança contra a mulher. Só que quanto mais ela apronta com Demeter, quanto mais ela observa a ‘família perfeita’ da mulher, mais ela se da conta de que apesar dos rios de dinheiro que a mulher ganha, ela não tem uma vida perfeita e começa a sentir pena de Demeter, mas tudo muda quando o marido da mulher tem de viajar e Alex faz uma reserva logo em seguida. Certa de que ele veio para encontrar a amante ela enterra toda a pena e empatia que começa a sentir pela chefe e decide aprontar uma bem boa com a mulher, só que sua identidade não será mais um segredo pra Demeter.

É quando Alex surge que a verdade toda vem a tona, ele e Demeter não são amantes, Demeter praticamente vendeu a alma para comprar a casa dos sonhos e para bancar todos os luxos dos filhos ela praticamente não convive com os jovens. Então, Katie decide ajudar Demeter a não ser demitida de forma tão injusta durante suas férias. Enquanto distrai Alex para que Demeter busque provas da sua inocência ela vai descobrir que a faísca que havia sentido era algo muito mais intenso, muito mais incrível e se perder nos braços dele será tão delicioso quanto perigoso.

Agora é a hora de todas as verdades virem a tona, de todos os crimes serem desmascarados e claro, Katie estará no olho do furacão. Com tudo às claras tudo parecia estar caminhando bem… mas uma coisa ainda faltava para Katie, saber lidar com o que ela sentia por Alex e tentar seguir em frente, sem ele…

Ter meu primeiro contato com o estilo da autora nesse volume foi como ter acesso a uma deliciosa caixinha de surpresas. Sua escrita é leve e o enredo vai te levando e prendendo de forma fascinante. Quando vê o livro já acabou e tudo que consegue fazer é abraçá-lo e suspirar de alívio diante do final mais gracinha que vocês poderão imaginar.

O livro todo é uma enorme montanha-russa de sentimentos, mas cada curva nesse enredo somos brindados com reviravoltas interessantes, algumas engraçadas, outras dramáticas e doloridas, mas no fim é exatamente como sair do brinquedo – com o coração aos pulos, a respiração ofegante e um enorme sorriso nos lábios.

Se você quer uma leitura que vá mexer com você em todos os sentidos… tenho certeza de que esse livro será uma leitura ideal para vocês.

book cover of 

My Not So Perfect Life
(Este livro não foi publicado em Portugal)

14 Comentários

  1. Ola,
    Sou fã da Sophie e tive a oportunidade de conhecer ela pessoalmente,ela é uma querida. Eu li apenas o livro da Becky dela até o momento,mas estou com outros aqui em casa e esse da sua resenha está na minha lista de desejados, sei que vou gostar muito dele assim como você.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ola lindona eu amo a escrita da autora, tenho vários livros, gostei de saber que nesse livro vai além de cenas engraçadas e nos encanta com uma lição de vida, o que torna a leitura mais prazerosa. Esse já está em minha enorme lista de leitura. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Confesso que conheço a autora e tenho um livro da mesma, porém ainda não li nada dela. Todo mundo indica porque ela sabe escrever bons livros. Lendo sua resenha, acho que minha lista dela vai aumentar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Sophie tem uns livros incríveis.
    Sempre gostei dela, mas admito que não sabia desse livro ainda.
    Sua resenha está incrível e eu vou anotar essa dica!
    Até porque faz um bom tempo que não leio nada dela.
    Obrigado pela dica!!

    Beijo!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá! Essa conhecida autora é realmente muito bem humorada e eu adorei saber que esse livro, além da comicidade, é acompanhado por uma boa lição de vida. Realmente as exigências da sociedade sobre relacionamento, vida, carreira são muitas e, sobretudo antes dos 30 anos, são muito difíceis de cumprir! Fiquei curiosa pela demissão da personagem de forma bizarra e amo livros que mexem com o leitor. Então, esse já está indo agora para minha lista.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Até hoje nunca li nadada autora, acredita? Mas sou muito curiosa para ler.
    Adorei saber o que achou desse livro e que não é apenas divertido, mas passa uma lição importante. A narrativa da Sophie é sempre muito bem elogiada.

    ResponderExcluir
  7. Oie!

    Nunca li nada da autora, acho as histórias criadas por ela muito boas, mas nunca senti curiosidade em lê-las, não faz muito meu estilo literário, mas não posso engar que as capas são um amor! E todos que leem falam muito bem de suas obras!

    BJss

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu recebi o livro recentemente, mas ainda não tive a oportunidade de ler.
    Estou um pouco sem animação para leitura, e cada livro que eu começo, eu demoro muito para concluir. mas pretendo começar a leitura em breve.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Esse é o livro da Sophia Kinsella que mais quero ler, justamente por mostrar de forma tão realista como são coisas, nem tudo é perfeito, mas que passa a ideia de que é preciso persistir, não desistir nunca para que se possa viver a vida que sempre sonhamos. Só consigo sentir dó da Katie, mas sei que no final vai dar tudo certo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Oiii, tudo bem????

    Li somente o um livro dela, e gostei, mas cheguei a ler outras resenhas sobre esse que não haviam gostado tanto, me surpreendi com sua resenha positiva, e chego até em pensar em dar outra oportunidade para esse livro, quem sabe não leio.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  11. Esse é mais um livro que está na minha lista de desejados, acho que vou gostar do desenrolar da história pelo que você trouxe na sua resenha. Adorei!

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Já tinha visto o livro, mas não me lembrava de ter lido nenhuma resenha. Parece ser um ótimo livro, que ainda mostra a versatilidade da autora, mostra que ela sabe escrever muito mais que Becky Bloom (que adoro, inclusive)

    ResponderExcluir
  13. Ola, tudo bem?
    Nossa que história tão real! Realmente imaginamos que quando chegarmos perto dos trinta já teremos nossa vida perfeita, só que é longe disso. Que livro maravilhoso! Amei, amei e amei!
    Obrigada pela dica e pela maravilhosa resenha,
    bjus

    ResponderExcluir
  14. Heiii, tudo bem?
    Eu amo os livros da Sophie Kinsella, ainda quero ter todos, se o dinheiro me permitir hahah.
    Esse enredo eu achei mto interessante, pq é justamente o que vivemos com as redes sociais. achei o tema tao atual e acho que vou ficar bem envolvida com tudo.
    Apenas a capa que eu achei simples, parece que faltou algo.
    Ainda pretendo ler o quanto antes.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir