Oníria
Ed: 01 - Chiado Editora
COMPRE - Editora || Amazon
Sinopse:
"Oníria" são pedaços de uma vida, aconchegada entre o passado e o presente, entre o sono e o sonho. Inquietações que nos apanham de olhos ainda cerrados, desligadas da realidade apenas na medida certa.
Esta é uma obra de sobressaltos que podiam ser os nossos, povoada por desassossegos que são de todos. Feita de momentos que, ao romper da aurora, nos fazem seguir em frente.




"Agarrada à folha e caneta que escondia
Para não perder a minha poesia
E não enlouquecer
E nunca me esquecer
Que não posso ser igual
Eu sou bem e não sou mal"
pág 37




Resenhar poemas para mim é sempre um desafio, mas não me furto em ler, pois se trata de um gênero que gosto muito. Quando a autora Joana Santos Silva entrou em contato comigo para que pudesse fazer uma leitura critica de sua obra me senti muito honrada, pois raramente aparecem poetas interessados em divulgação.

Pela sinopse podemos ver que se tratam de textos bem pessoais da autora e realmente são. Joana é portuguesa e com os anos, entre amores e desamores, conquistas e perdas, foi anotando em versos momentos que marcaram sua vida. Estão estes momentos impressos em Oníria.

E antes que você comece a se perguntar o por que do título, vou explicar que Oníria é uma derivação da palavra Onírico que é relativo a sonhos, sonhar. Então, já podemos ver de cara o quão perfeita é a capa que envolve o trabalho da autora.

Temos a errônea mania de chamar livros de poemas de livros de poesia, mas existe uma gritante diferença entre poesia e poema. Já havia terminado a leitura do livro há algum tempo, mas precisei de um tempo a mais para resenhá-lo, pois queria explicar tudo direitinho para aqueles que não sabem muito bem diferenciar uma coisa da outra.

Poesia é algo mais abrangente, é o sentimento que te envolve durante a leitura, a apreciação de uma obra de arte, ou até mesmo na melodia e letra de uma música. Ela é mais ampla, por isso não pode ser tratada como um gênero literário. A poesia está em todos os lugares!

Já o Poema, é um gênero textual, pois é composto por versos, estrofes ou prosa dentro de uma determinada estrutura escrita e neles pode haver ou não poesia. Dentro dos poemas, podemos encontrar os Sonetos, eles são um tipo de poema que possui forma fixa, ou seja, apresenta-se sempre com a mesma estrutura: quatro estrofes, sendo dois quartetos (quatro versos cada estrofe) e dois tercetos (três versos cada estrofe). Vamos encontrar alguns sonetos na obra de Joana.

Eu particularmente, gosto muito de sonetos, pois não apenas trazem essa estrutura mais fíxa como também traz certa sonoridade durante a leitura. A maioria dos textos de Joana são poemas mais extensos, com uma mudança muito repentina de acontecimentos que às vezes desestabilizam a leitura quebrando a métrica do texto. O mesmo acontece com alguns dos sonetos escritos por ela, há algumas interrupções durante o processo que causa certa estranheza e quebra um pouco a magia da poesia, mas não vejo isso como um problema. Temos aqui uma brasileira, lendo uma obra portuguesa, então as diferenças da linguagem pode ser um problema.

Do compilado de textos selecionados pela autora, consegui embarcar realmente na poesia de sua escrita em poucos dos trabalhos ali expostos. São texto extremamente pessoais, que dizem muito sobre a autora e sobre o que viveu, então foi muito difícil me envolver em certos poemas, pois só dizem respeito a autora. Somos todos seres muito diferentes, que lidamos com determinadas coisas de forma diferente também, por isso é complicado se envolver em determinado momento relatado por ela.

Os textos mais familiares foram os que mais me envolveram e encantaram, as amizades que fez quando saiu de Portugal também foram bem legais, mas confesso que seus amores não me trouxeram empatia necessária para me envolver.

No geral o texto é bom, a seleção de poemas é satisfatória. A leitura do livro é rápida e a escrita primorosa (não poderia ser diferente). Espero que a autora continue escrevendo seus poemas e que coloque ainda mais de sua alma nos textos, é difícil encontrar autores dispostos a embarcar nesse gênero, então fico muito feliz por ter feito parte desse momento na vida dela.

Se querem embarcar em algo novo... eis aí a sua leitura!


14 Comentários

  1. Oi, tudo bem?
    Realmente existe uma diferença entre poesia e poemas. Escrever resenha de poemas realmente não é fácil. Gosto também de livros assim, acho que sempre vale a pena a leitura. Esse ainda não conhecia. Leria com certeza.

    Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  2. Poemas, poesias, sonetos.... eu sou como um peixe fora d'água nessa vertente literária.
    Tentei por diversas vezes ler, mas não consigo dar continuidade.
    Sua resenha está muito boa, e o livro parece ser muito bom sob sua pespectiva, mas dessa vez, eu vou passar a dica!
    beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Eu sempre fico confusa entre poema e poesia, não costumo ler então não entendo nada sobre.
    O livro está lindo e essa capa é maravilhosa!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Achei que a capa tem tudo haver com um livro de poemas, pois é linda e delicada. Infelizmente não tenho o costume de ler esse gênero, mas ainda bem que você curtiu a leitura!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  5. Olá! Gosto de poemas e poesias, gostei da explicação sobre a diferença entre ambos. A capa está linda e fiquei curiosa para conhecer a escrita da autora, amei sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oii! Não conhecia essa autora, mas fiquei curiosa em conferir a sua escrita. Amo poemas e os temas abordados parecem ser muito interessantes, sem deixar de mencionar essa capa que está lindíssima e combinou bastante com a obra. Bjss!

    ResponderExcluir
  7. primeiramente: que capa linda! Acho que só por ela já valeria a pena ter a obra na estante. Obrigada por relembrar a diferença entre poesia e poemas :) . Eu gosto de poemas, mas não leio muitos.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Eu realmente não gosto desse tipo de leitura. Não é algo que prenda a minha atenção, mas vejo que cada vez mais a leitura desse gênero tem crescido. Vou indicar para as amigas que curtem.
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  9. Heiii, tudo bem?
    Realmente resenhar poemas e poesias sao um desafio e tanto, afinal são textos que tem uma certa subjetividade e acaba que fica dificil expressar tudo em palavras.
    Ainda nao conhecia o livro Oníria, achei a capa bem bonita, acho que uma das mais linda da editora.
    Não gosto mto desse tipo de livro, nunca entendo mto o sigfinicado dos poemas, mas foi foi conhecer a obra.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  10. OI!!!

    Que honra ser contemplada por essa autora! Enfim, gosto muito de poemas, embora não tenha lido nenhum de autoria portuguesa. Esse livro tem ar sublime e leve, uma leitora que parece contagiar. Muito obrigada pela indicação. Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá! Que intensa a sua experiência com os poemas da Joana Santos Silva. Eu fiquei com trauma de poemas por causa da escola, onde buscavam uma "interpretação certa" para os sentimentos do autor, o que sempre me estressava. Agora estou aprendendo a desfrutar aos poucos da poesia. Obrigada pela resenha, ficou muito boa! Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Particularmente nunca me chamou atenção livros sobres poemas. Sei da sua importância, e que várias pessoas curtem, porém nunca funcionou comigo. Que bom que teve ótima leitura.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá! A capa do livro é realmente maravilhosa e, como me interesso muito por poemas, fiquei babando para ler o livro! Não sabia, conceitualmente a diferença entre poemas e poesias e adorei a sua explicação. Se foi uma leitura rápida e primorosa, achei ainda mais interessante e vou procurar para leitura com certeza.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi!!
    Gostei da capa. Livros de poemas dificilmente chegam a minha estante, sempre acabo deixando eles de lado, mas tenho conhecido alguns livros desse gênero bem interessantes e esse é um deles.
    Vou colocar esse na minha lista de desejados.
    Beijão!

    ResponderExcluir