💜 Inversos 💜
Ed: 01 - Ler Editorial
Compre: Físico || E-Book

Sinopse:
Como assistente pessoal de Carter Manning, Bruna sabia exatamente o que esperar do cantor: música, mulheres e um pouco de (muita) arrogância. Seria preciso uma interferência do universo para que ele se mostrasse alguém decente. E não é que o universo resolveu agir?! As pequenas, Sam e Soph, serão a prova final de Carter, para mostrar que mesmo o cara mais idiota, possui algo além de uma camada de egocentrismo.



"Eu nunca, nunca mesmo, vou desistir de você 
Sam e Soph me fizeram enxergar o mundo de forma diferente.
Você... Você é quem me coloca e recoloca no caminho certo."
pág. 198


FOFO!!!


Há mais ou menos um ano a Carol estava lançando Clichê em um evento literário aqui na minha cidade, mas não tive minha curiosidade aguçada pela obra e deixei passar. Este ano, mais ou menos na mesma época que saiu seu primeiro livro, ela terminou de escrever Inversos, que é uma sequência independente da série que foi intitulada como Clichê. Chamo a série de independente por que você pode ler esse volume sem ter a necessidade de ter lido Clichê anteriormente (como foi o meu caso). 

Obviamente, hoje eu vejo a burrada que fiz ao não dar uma chance de conhecer o trabalho da autora, mas como costumo, e adoro, dizer: antes tarde do que nunca

Em Inversos vamos conhecer Carter Manning e Bruna Campello, duas pessoas completamente opostas que trabalham juntas. Basicamente se suportam em prol de um bem maior, a carreira de Carter.

Ele é um astro do pop norte-americano, um mulherengo inveterado e mimadinho. Qual o papel de Bruna na vida de Carter? Ela limpa as merdas que ele faz e tenta manter o bonitão na linha, algo que é bem difícil de fazer quando seu chefe tem o ego maior que o Godzilla.

As coisas eram bem complicadas para Bruna no trabalho, porque Carter é um cara incorrigível, mas nada era pior do que o cantor para quem havia trabalhado anteriormente, então para não perder seu emprego dos sonhos ela faz das tripas coração para manter algo que apesar de a estressar muito, lhe dá muito prazer em fazer. 

Obvio que a Bruna tinha uma quedinha pelo chefinho delícia, todas as mulheres do mundo tinham uma quedinha por ele. A diferença entre Bruna e elas era que ela sabia separar sua atração pelo babaca, de seu trabalho, que era muito mais importante que a paixonite que ela nutria por ele.

Ela conseguia levar toda essa coisa de atração e o trabalho super bem apesar da loucura, mas tudo complica um pouco mais quando duas lindas menininhas de três anos são deixadas na porta da mansão de Carter em Los Angeles. Uma carta diz que as meninas são filhas dele e enquanto os demais membros que gerem a carreira dele discutem o que fazer com as crianças, Bruna se vê as voltas com as gêmeas Sam e Soph.

Agora Carter tem de tomar vergonha na cara e crescer, ao menos é o que Bruna acredita que irá acontecer, mas como sempre ele faz o que bem entende, ela acaba responsável por cuidar das meninas enquanto ele se esbalda em noitadas e mulheres.

Acumulando muitas funções, Bruna está praticamente esgotada e Carter não parece querer cooperar com nada. Até que um belo dia uma das meninas passa mal e sem alternativa Bruna, completamente sozinha com as pequenas na enorme mansão, tem de levá-las ao médico. É quando a ficha de Carter começa a cair, mas sair da gaiola dourada onde vive vai ser complicado.

A turnê pelo país se aproxima, Bruna precisa desesperadamente de uma babá e por mais que ela tente, nenhuma consegue manter as pernas fechadas ou realmente cuidar das meninas. Completamente esgotada e desestruturada, ela decide que não pode mais continuar daquela forma, precisa deixar o trabalho com Carter - apesar de ter mudado algumas coisas e cooperado em outras, ele ainda parece levar tudo na brincadeira.

É quando Bruna sai de sua vida que Carter descobre que precisa dela para ser mais do que apenas a sua funcionária. Ele sabe que precisa dela para sempre... mas provar isso a ela vai ser um trabalho difícil, que exigirá tempo e dedicação, mas que resultará no tão sonhado felizes para sempre de Bruna.

Bem... eu tive algumas poucas ressalvas enquanto lia o livro, mas nada realmente preocupante.

Achei a relação de Carter e de Bruna, muuuiito estranha, eles tem muita intimidade, vivem se abraçando, às vezes eles dormem juntos e essas coisas. Quase no final é explicado que aquilo era o trato desde o inicio, mas não vou mentir, foi bem incomodo ver a Bruna se sujeitando a isso. Falando nela, que parece ser uma mulher que atingiu o ápice de evolução espiritual por gostar de um cara como Carter, ter toda essa intimidade que achei estranha, de quebra ter uma quedinha por ele e ainda conseguir lidar com todas as mulheres que ele leva e levou para cama, é realmente a atitude de alguém muito evoluído espiritualmente - eu, como a grande maioria sem elevação espiritual, com certeza piraríamos.

Senti falta de mais participação do Carter na história também, acho que por isso achei as declarações de amor dele um pouco vazias apesar de fofas. Declarações vindas de um cara com o histórico de cafajestagem dele meio que precisam ser mais convincentes, por isso senti necessidade de saber mais das coisas sob o ponto de vista dele. A maior parte da história é relatada pelo ponto de vista de Bruna ficando ele com três ou quatro participações bem pequenas e foi meio decepcionante, pois lá no fundo senti que ele é um cara legal e intenso, queria sentir mais dessa intensidade dele.

Apesar de todas as coisas pelas quais senti falta no livro e contei a vocês, não há nada na historia que te faça morrer de raiva ou desistir da leitura, pelo contrário é uma delicia acompanhar o desenrolar do romance das protagonista. Não consegui largar a leitura até terminar (virei a noite lendo), pois além de ser uma história livre para todos os públicos, a escrita despretensiosa e envolvente da Carol Dias nos trás situações divertidas, além da carga dramática necessária para que os personagens lidem com seus problemas pessoais, além do amoroso.

Então, se você busca uma leitura leve, com crianças fofas, um romance gracinha e situações divertidas, Inversos é com certeza a sua leitura.

:: Série: CLICHÊ ::

1 - Clichê (Compre: Físico || E-book)
2 - Inversos.


(Autor Brasileiro || E-book nos links de compra para leitores portugueses)

14 Comentários

  1. Oi, tudo bem? Eu li Clichê e confesso que não gostei muito. O livro é realmente um clichê, o casal é fofo e não tem ninguém pronto para separá-los. Não detestei a história mas ela facilmente foi esquecida em minha mente, mas estou disposta a ler Inversos. Eu não tenho problema com personagens que ficam e um deles precisa lidar com os lances do outro, aliás, acho isso super normal porque ás vezes até eu mesma faço isso kkkk então eu meio que me identifico.
    Espero me divertir lendo a história.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles não ficam sempre, só uma vez e ficam cheios de intimidade - cara, ela vê ele na cama com outras mulheres e ainda acha super normal ele ir pra dela? Sério mesmo que vc também acha normal? Tbm não ligo de ter intimidade com um cara que fiquei, mas normalmente não tenho nenhum sentimento mais profundo como ela tem por ele, então é meio dificil de engolir toda essa aceitação né?
      Mas o livro não é de todo ruim, é uma boa distração.

      Raíssa Nantes

      Excluir
  2. Oiii
    Achei a história bem clichê (sem trocadilhos com o primeiro título) pelo fato de ela se apaixonar pelo chefe ogro e tals, mas mesmo assim achei interessante a adição da gêmeas na história... O que tudo essas crianças aprontaram por ai? heheh
    Anotada a dica!

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ser "Clichê" como o próprio título da série diz, achei legal e parece ser bem rápido e fluído de ler, um livro que eu leria facilmente depois da indicação.
    memoriasdeumaleitora.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu vi esses livro várias vezes em blogs que frequento e inclusive vi muitas resenhas de Clichê, só que assim como você não me sentia interessado em lê. Fico feliz que a autora tenha conseguido lançar a sequência. Acho essas capas bem lindas. Adorei a Resenha e até mais vê.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi, Raíssa.
    Amei a indicação.
    Estou mesmo procurando um romance fofo assim, mas quero começar pelo primeiro livro!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Raíssa!
    Uma colega já leu o primeiro e gostou bastante. Fiquei até curiosa. ^^
    Menina, essa Bruna é um anjo!!!! Cuidar das filhas desse mulherengo e ele ainda assim demorar para tomar jeito deve ter sido fogo! rsrs...
    Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu ainda não li nenhum dos dois livros, mas fiquei curiosa. Mesmo com o que apontou sobre o que sentiu falta. Estou curiosa para poder conferir essa trama. Com certeza, vou adorar a história e acompanhar esse romance.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Oiii tudo bem?
    A história realmente parece ser bastante interessante e até mesmo envolvente em alguns momentos, eu não sou muito chegada em clichê, mas quem sabe futuramente eu dê oportunidade de ler, ótima resenha flor.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito desta capa e acho que esta seria uma leitura que me agradaria bastante. Nunca li nada da autora e agora já quero conhecer seu trabalho.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li nada da autora e já vi que tem por ai que tem algumas pessoas que se incomodam com a história. Acho que a literatura é isso mesmo, incomodar e provocar!

    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Ainda não tive oportunidade de ler, mas tanto clichê como Inversos parecem ser ótimas histórias! São ótimas pedidas para sair da zona de conforto ou depois de uma leitura mais pesada.

    ResponderExcluir
  13. Olá linda,

    Como você disse é um ótimo livro para se distrair e não surtar com alguns personagens, mas não para minha pessoa agora...até porque essa dela se submeter à todas loucuras do chefe é bem chato e desnecessário.

    Beijos!

    ResponderExcluir