♥ Um Gato de Rua Chamado Bob ♥
Ed: 01 - Novo Conceito
Compre: AQUI

Sinopse
Conheça um pouco da história de 'Um Gato de rua chamado Bob': É uma tarde de outono em Covent Garden, Londres. Trabalhadores correm para o almoço, turistas brotam de todos os lados e clientes entram e saem das lojas. No meio de tudo isso está um gato. Usando um vistoso lenço Union Jack em volta do pescoço e cercado por uma multidão de 30 espectadores de boca aberta, Bob, o gatinho cor de laranja, sorri — é, sorri — timidamente. Próximo a ele, está seu dono James Bowen, com seu violão surrado, cantando músicas do Oasis. Então, ele para de tocar e se abaixa para Bob: “Vamos, Bob, cumprimente!”, diz. Bob mexe os bigodes, levanta uma pata e a estende para James. A multidão assobia. Não é todo dia que se vê um gato sentado, calmamente, no centro de Londres, aparentemente sem se abalar com o barulho das sirenes, os carros passando e todo aquele movimento — mas Bob não é um gato comum...


"Grande parte da minha vida havia escorrido entre meus dedos.
Havia perdido muito tempo sentado, assistindo aos dias desaparecerem.
Quando se é dependente de drogas, os minutos tornam-se horas e as horas tornam-se dias.
Tudo simplesmente esvanece; o tempo torna-se irrelevante e você só começa
a se preocupar com isso quando precisa de outra dose. Até esse momento,
você nem se quer se importa."
pág. 164


"Todo mundo precisa de um tempo, todo mundo merece uma segunda chance.
Bob e eu agarramos a nossa..."
pág. 203



REFLEXIVO!

Como boa gateira de plantão gosto de saber que livros assim estão sendo publicados, isso ajuda a desmistificar os gatos e a cruel fama de que eles são incapazes de amar, que são interesseiros e traiçoeiros. Fama essa muito injusta, proferidas por pessoas que nunca tiveram um gato ou passaram por alguma situação de ataque com o felino de alguém e simplesmente pegou birra.

Desde o primeiro lançamento do livro venho desejando conhecer a história de James e Bob, mas só consegui fazê-lo devido ao relançamento do volume com capa promocional do poster do filme baseado na obra justamente no momento que tínhamos parceria com a Editora Novo Conceito.

Assim que iniciei a leitura, descobri que além desse volume temos também O Mundo pelos olhos de Bob e Bob um Gato Fora do Normal respectivamente, compondo assim a trilogia das peripécia desse gato.

O livro não é uma ficção, então saber disso trás certo incomodo enquanto James vai relatando a vida que levava e como o surgimento de Bob naquele momento de sua vida foi crucial para salvá-lo das drogas e da solidão das ruas. E apesar disso não queremos largar a leitura, não porque a trama seja super trabalhada, como disse o livro é composto de relatos verídicos, portanto ficamos atados a história para saber como James vai lidar com todas as mudanças que vão surgir em sua vida.

James Bowen, é filho de uma família desestruturada. Ainda era um menino quando os pais se divorciaram e foi morar com a mãe na Austrália, sempre mudando de um lugar para o outro ele cresceu muito sozinho, a mãe não tinha tempo para ele e ele não tinha com quem contar. Na adolescência largou a escola e se revoltou com a vida, voltou para Inglaterra pouco depois, mas sem conseguir um emprego e com o passaporte perdido, foi para as ruas de Londres.

Ali ele conheceu as drogas, elas faziam com que o vazio dentro dele se esvair então em pouco tempo ele estava viciado em heroína, tocando violão nas ruas para conseguir dinheiro para o vício e para se manter. Com o tempo também começou a fazer pequenos furtos para manter o vício, até que decidiu parar. Tudo isso acontece dez anos antes dele esbarrar em Bob, dez anos antes dele tentar pela primeira vez ficar limpo das drogas e buscar uma vida mais digna.

Mas como fazer isso se ele era completamente invisível? James sempre se sentiu negligenciado pelos pais, quando foi parar nas ruas a situação piorou ao ponto de que todo aquele sentimento de inutilidade que havia dentro dele o levasse para as drogas e sair ainda se sentindo um pária não era uma solução.

Então, é quando aos trinta e poucos anos ele decide mais uma vez tentar se livrar das drogas, ele consegue um apartamento em um bairro periférico de Londres e tenta sobreviver fazendo seus shows nas ruas, mas até quando ele conseguirá se manter afastado da heroína? É ai que surge Bob em sua vida e tudo parece mudar... ele agora é importante para alguém, alguém realmente precisa dele e desapontar Bob não está em seus planos.

Mas James não precisa apenas lidar com seus medos e seus vícios, ele também precisa lidar com o preconceito, com seu passado, enterrar o orgulho e fazer as pazes consigo mesmo e é isso que vamos ver nesse livro. Vamos ver como algo que para os incrédulos pode parecer bobagem, mas para aqueles que estão aptos a ver é um milagre.

Bob escolheu James como seu dono, é assim que funciona com a maioria dos gatos, eles não ficam pela comida como as pessoas adoram dizer, quando eles escolhem alguém, eles ficam pelo amor, pelo cuidado e companheirismo sem igual que eles tem. Posso dizer isso pelo meu branquinho, abandonado na porta da casa de um amigo antes mesmo do desmame. Ainda lembro como aquela bolinha de pelo branco arrepiado e magricela correu meio cambaleante na minha direção e subiu pela minha calça jeans assim que cheguei na casa do meu amigo e me conquistou pra sempre com seu carinho incondicional.

Conhecer a história de James e Bob foi uma experiência incrível para mim, pois me mostrou várias coisas importantes sobre a vida, me fez pensar em como as pessoas podem ser cruéis umas com as outras gratuitamente. E também como as pessoas dão pouco valor a vida de um ser humano, James conseguia um trocado aqui e ali, mas normalmente as pessoas nem o viam, foi só Bob aparecer que ele virou o centro das atenções. Realmente essas pessoas foram boas para ele e ainda existem algumas por aí, mas saber que só havia bondade quando havia um gatinho é extremamente triste também. A vida humana realmente de nada vale para o outro e isso me faz questionar: onde está o amor ao próximo? Será que esquecemos que temos de ajudar a todos homens e animais?

Enfim... Um Gato de Rua Chamado Bob é um livro que nos leva a muitas reflexões, mas também nos encanta com a amizade genuína que surge entre os James e Bob. Não fui levada às lágrimas como achei que aconteceria (principalmente por que chorei como um bebê só com o trailer do filme), mas foi uma tremenda lição de vida o que encontrei nas páginas desse livro.
Wook.pt - A minha História com Bob

:: SOBRE O FILME :: 

Eu ainda não assisti, já tem online para ver e vou tentar fazer isso no final de semana. Pelo trailer sei que foram feitas muitas adaptações, muitas mesmo, a história central continua a mesma, mas tem muita coisa diferente. Vou assistir e volto para dizer a vocês o que eu achei - uma fato: VOU CHORAR MUITO! - Só o trailer já me enche os olhos de lágrimas.


21 Comentários

  1. Olá,

    Já vi esse livro como destaque em muitas livrarias, mas nunca parei para ler nada sobre ele. Fiquei bem informado após fazer a leitura da sua resenha, o meu interesse pela obra aumentou, principalmente pelo fato em que James de encontrava. Vou fazer a leitura da obra assim que possível e fico feliz em saber que tem adaptação cinematográfica, pois não sabia! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Esse livro é muito lindo, eu lia e ficava lembrando das minhas próprias experiências com meus gatos, eu também recomendo para todos que gostam ou não de gatos, por que para mim ter um bichinho, seja ele um gato, cachorro ou qualquer outro enriquece a nossa vida.

    ResponderExcluir
  3. Olá linda,

    Eu adoro gatos, porque parecem comigo...são mais calmos e práticos <3
    Estou namorando esse livro desde o dia que vi o trailer do filme e fiquei apaixonada pela amizade entre o dono e Bob.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito ler esse livro, com certeza ele traz muitas reflexões e a leitura me parece ser muito boa. Ainda não assisti ao filme porque eu quero ler o livro antes.

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem?
    Ah, meu Deus! Que fofurinha essa resenha! Já conhecia o livro, mas ele não tinha chamado minha atenção o suficiente até agora, apesar de eu gostar muito de livros que envolvam animais. Parece ser um livro bem reflexivo mesmo, ainda mais abordando a questão das drogas.
    Com certeza vai para a minha lista!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Ah esse livro parece ser bem fofo, pelo menos ao ler a sua resenha eu tive essa impressão.
    Ele está na minha lista, mas não tive oportunidade de ler ainda, e fiquei sabendo que o filme está bem fiel.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Vai chorar sim... hahahahaha. Eu chorei muito, é aquelas histórias que te dão esperança na vida, na humanidade... Adoro esse livro e a adaptação. Apesar das diferenças e modificações a essencia é a mesma...

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Ainn, que livro lindo e emocionante! Adorei sua resenha, eu já tinha visto o trailer e chorei horrores também kk. Lembrei de uma gatinha que eu tive e concordo plenamente, as pessoas pensam que os gatos são tão independentes que não precisam ou não são capazes de amar o dono. A estória do James nos faz refletir no quão egoísta as pessoas podem ser que não pensam em ajudar o próximo.Obrigada pela dica, já vou adicionar na minha lista. Bjss!

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Eu concordo com você, livros assim são importantes para mudar a imagem errada que algumas pessoas fazem dos gatos.
    Ainda não li o livro, mas quero fazê-lo antes de ver o filme. Tenho certeza que irei amar os dois.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Ai que lindo! Eu tenho uma gatinha e meu Deus, ela é um amor. Só vejo ela nos fins de semana porque ela fica na minha mãe e nossa... eu amo muito ela e ela quando me vê vem logo fazer carinho. Gatos são amor puro!

    ResponderExcluir
  11. Concordo contigo sobre tudo que falou dos gatos. Sou louca para ter um desde que me entendo por gente. Acho que eles demonstram amor de um jeito diferente e único. E só em saber o quanto Bob fez por James já fiquei emocionada. E vou chorar uma vida no filme, tenho certeza! Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Parece ser uma leitura bem agradável e que nos traz belas lições de vida. Já tinha visto a capa desse livro pelo face, mas nunca tinha despertado meu interesse. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Já li esse livro e amei! Realmente ficamos pensando onde está o amor ao próximo? Uma história real nos faz pensar. Ainda nao assisti o filme também, mas quero ver logo.
    Que bom que gostou do livro.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  14. Admito que faço parte da porcentagem das pessoas que não é muito fã de gatos e também acho que não são tão amorosos, mas estou disposta a mudar a minha opinião porque eu acho eles bonitinhos hahaha

    Eu já tinha ouvido falar do Bob por causa dos outros livros, mas nunca me empolguei muito para conhecer a história, agora mudei de ideia. Quero mesmo conhecer o BOb e mudar minha visão sobre os gatos.

    ResponderExcluir
  15. Ah eu acho esse livro um amor, garotos são as coisas mais fofas do mundo e tem uma personalidade fascinante, amei! Fiquei muito afim de ler, sua resenha ficou incrível! Parabéns! E eu não sabia que tinha filmeee, socorro, amei!!!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Vem cá, vamos chorar com o Bob! Eu li os dois e amei, o que é óbvio, pois amo gatos e, inclusive, tive um gato parecido com o Bob. A história é real e a reviravolta é linda. Espero que um dia o filme entre na netflix.

    ResponderExcluir
  17. Olá! Eu amei esse livro, a amizade entre eles é linda demais, meu coração ficou partido com as diversas situações que ambos passaram, que bom que tudo terminou bem pra eles, beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    esse livro não me chama a atenção mesmo com todo essa trama, e mesmo lendo resenhas elogiando a história Infelizmente não leria rs' mas, que bom que te agradou!

    Beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bem?
    Eu não fazia ideia que a história não era ficcional... confesso que me choquei.
    Choquei no bom sentido, vendo com um pet que talvez fosse mais um em um milhão conseguiu resgatar uma alma perdida... O livro em si não seria uma leitura que eu escolheria, mas adorei sua resenha e conhecer mais sobre a história.
    A segunda surpresa foi saber que teremos um filme!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Oii, também tinha parceria com a editora e recebi esse livro, mas não tenho nenhum interesse em lê-lo. Não é uma história que me chamou atenção e até coloquei eles para troca no Skoob. Mas gostei da sua resenha.

    beijos

    ResponderExcluir
  21. Oiii!

    Eu não li esse livro ainda, maaaas eu tenho vontade! Principalmente depois que uma amiga minha leu e disse o mesmo que você. É uma obra para reflexão e isso é lindo!
    Adorei os quotes escolhidos e de saber que é uma obra que mexeu contigo!

    Beijinhos,

    ResponderExcluir