Coletivo - Big Buka para Charles Bukowski #EdOsDezMelhores

Postado por: Raíssa Nantes 30 setembro 2014 0 comentários
Olá, Corujinhas!

Faz tempo que não trago novidades não é mesmo? Mas a partir de agora isso vai mudar, voltei ao trabalho e aos poucos vou pondo minha vida no lugar. Os problemas em casa terminaram, então minha dedicação é para o blog, os livros e o trabalho claro. A preguiça tem me dominado ultimamente, ando com tanta que os livros que peguei para ler há duas semanas estão parados na cabeceira da minha cama... uma vergonha para mim, mas não vou falar disso hoje.

Hoje venho apresentar para vocês a coletânea Big Buka que a nossa editora parceira Os Dez Melhores estão promovendo. É sabido que muitos autores fogem de livros coletivos, mas não é para menos, porém os responsáveis por essa coletânea garantem a qualidade do trabalho e convidam a todos a participar desse novo projeto da editora.

O idealizador da ideia é Alfobório, pseudônimo de Alexandre Durigon, juntamente com Jana Lauxen nos próximos meses estarão recebendo e selecionando nove contos para compor essa nova publicação. A seleção vai até 10 de dezembro de 2014.

O Autor selecionado para esse coletivo, contará com uma ilustração inédita e exclusiva em sua capa, elaborada pelo ilustrador gaúcho Emerson Wiskow. Também desfrutará de todo aparato de divulgação oferecido pela editora, que através de sua assessoria de comunicação elaborará releases, resenhas, entrevistas com os autores e reportagens sobre a obra, contatando mais de 300 veículos de comunicação, entre impressos e digitais – incluindo os das cidades dos escritores selecionados.

Todo o investimento deste lançamento, bem como a divulgação e distribuição da obra, ficará sob inteira responsabilidade da editora. Ou seja: os autores selecionados não precisarão pagar qualquer taxa, e nem se comprometer com a aquisição de um número X de exemplares. Muito pelo contrário: cada autor receberá, gratuitamente, um exemplar do livro. A tiragem da publicação será comercializada e distribuída pela própria editora, através de atividades literárias envolvendo escolas e instituições de ensino:

Nosso objetivo é colocar o livro na mão do leitor. E mostrar aos autores que é possível, sim, lançar coletâneas com qualidade e com profissionalismo, sem transformar a publicação em um balaio de textos, e sem cobrar absolutamente nada de seus autores – assegura Jana Lauxen.

Ficou interessado? Então leia o Edital e participe!

♥ Edital do Coletivo - Big Buka ♥

1. A Editora Os Dez Melhores abre seletiva através do ‘Selo Coletivo’, e receberá, até o dia dez (10) de dezembro de 2014, textos inéditos e em português de autores que escrevam contos com a mesma temática que inspirou o escritor Charles Bukowski (mulheres, bebidas/bebedeiras, azar, sorte, cotidiano, literatura, melancolia etc.);

2. A Editora Os Dez Melhores provém seu Edital de Publicação com a seguinte formalidade: não haverá nenhum investimento por parte do autor para participar desta publicação;

3. A Editora Os Dez Melhores fornecerá, gratuitamente, um exemplar da obra para cada autor aprovado para publicação;

4. Serão publicados nove (09) autores + um (01) texto do organizador, totalizando dez (10) autores; o que justifica o método de publicação da editora, ‘Você e mais nove’;

5. A comercialização, distribuição e divulgação da obra serão de inteira responsabilidade da Editora Os Dez Melhores que, através de sua assessoria de comunicação, elaborará entrevistas, releases, resenhas e reportagens sobre o lançamento, e encaminhará este material para um mínimo de trezentos (300) veículos de comunicação, impressos e digitais, tanto em nível local e estadual, quanto nacional;

6. A obra também será utilizada em ações educativas realizadas pela equipe da Editora Os Dez Melhores em escolas e instituições de ensino;

7. Os textos, com no mínimo dez (10) mil caracteres (incluindo espaços) e no máximo vinte (20) mil caracteres (incluindo espaços), devem ser enviados completos, revisados e dentro das novas regras gramaticais, de acordo com o vocabulário ortográfico da Academia Brasileira de Letras, em arquivo Word, fonte Courier New, tamanho 12 e espaçamento 1,5, com o título ‘Big Buka – Para Charles Bukowski’ no campo ‘Assunto’. Abaixo do conto, o autor deverá enviar uma breve biografia com, no máximo, cinco (5) linhas, escrita em terceira pessoa, informando um e-mail para contato no corpo da mesma. Qualquer inconformidade quanto a tais especificações automaticamente desclassifica o conto enviado;

8. O autor será responsabilizado por qualquer questão relativa a direitos autorais e plágio, previsto em contrato. Os selecionados serão comunicados do resultado por e-mail, tão logo o mesmo seja apurado, em até trinta (30) dias úteis após o encerramento do prazo para recebimento dos textos. A seleção dos contos é de competência do Conselho Editorial da Editora Os Dez Melhores;

 9. Qualquer assunto não abordado neste regulamento será resolvido pelo organizador;

10. Para maiores informações e envio de textos, (coletivos@editoraosdezmelhores.com.br);


[Resenha-Tour] LILITH, Meu Amor da Escuridão (A Vida de uma Bookaholic)

Postado por: Raíssa Nantes 19 setembro 2014 0 comentários
Olá, Corujinhas!!! Tudo bem?

Pois é meus amigos, a viagem de Lilith continua... andei tendo aqueles probleminhas lembram? Então acabei não tendo como fiscalizar essa viagem, mas eis aí... Ela já está na reta final, brevemente estará nas mãos da penúltima participante e nós saberemos. A resenha de hoje é da Evelyn Leal do blog A Vida de uma Bookaholic

Vamos conferir....


Senti que a autora pesquisou em ótimas fontes da subcultura e sem dúvidas irei ler outros livros dela. Continue lendo AQUI

Louca por Você - A. C. Meyer [1/5] #EuLeioBrasil

Postado por: Raíssa Nantes 18 setembro 2014 2 comentários
Louca Por Você - Ed. 01 - Universo dos Livros
Atenção: esse livro contém altas doses de romance, situações hilárias, garotos sensuais e o best friend gay mais maravilhoso de todos os tempos... Julie tem dois grandes sonhos: cantar profissionalmente e fazer com que Daniel a enxergue como mulher. Ele é o charmoso dono do badalado bar After Dark e se diz avesso a compromissos, sempre pronto para noitadas casuais. Em uma noite de muito movimento, o estabelecimento se vê sem um vocalista para dar continuidade à programação musical, e Julie é colocada por um dos sócios de Daniel à frente da banda para resolver o problema. Mas a voz e a presença de palco da nova cantora encantam o público... e também o atraente garanhão. Descontrolado de ciúmes, Daniel está disposto a usar toda a sua autoridade para tirar Julie dos holofotes e dar uma chance ao seu verdadeiro amor. Ele só não contava com as investidas insistentes de Alan, o sexy guitarrista da banda, que resolveu fazer de tudo para conquistar o coração da nossa mocinha. Será que o sonho de Julie finalmente vai se concretizar com Daniel ou seu verdadeiro príncipe encantado é o guitarrista sensual?

Louca Por Você
(Este livro é recomendado para maiores de 18 anos)

"- Já te falei: beber sem brindar, vinte anos sem dar. 
Você já está na seca sabe-se lá desde quando.
Espera que eu vou pegar uma água pra te salvar dessa maldição."
pág. 32


Bem... a situação em que me encontro é um tanto quanto complicada, pois não sei como começar a falar desse livro sem parecer a bruxa das resenhas... rsrs... se eu pudesse descrever o livro em duas palavras, com toda a certeza seria: Engraçado e Morno. Vou tentar explicar o porquê sem parecer muito ranzinza. O livro não é ruim, foi uma ótima distração, mas pra mim ainda faltou aquele tempero especial, entendem? Então, não me crucifiquem... você gostando ou não essa é minha opinião.

A autora do livro, Andreia Leal, brasileira que escreve sob o pseudônimo de A. C. Meyer, pretende escrever mais quatro livros principais para a série intitulada After Dark e outras três histórias menores como complemento. É muita coisa e nem sei se vou acompanhar tudo, se George aparecer em todos aí posso até ler os demais, mas enfim... continuemos já vou chegar no George.

O que falar de Julie? 

Bem, para uma mulher de 28 anos ela tem muitas atitudes infantis. Ok, ela era apaixonada pelo cara desde sempre, mas caramba, correr atrás do cara a vida inteira como uma colegial apaixonada foi demais pro meu intelecto. Não sou feminista, sou realmente a favor das mulheres correrem atrás do que querem, principalmente atrás do amor, mas passar a vida inteira orbitando em volta de um cara que cisma em te chamar de irmã, só para conseguir umas migalhas é muita humilhação... não há amor que aguente isso gente! Mas a Julie resiste, pois ela é uma menina de 12 anos no corpo de uma mulher 28.

E vou seguindo.

Danny Boy, é um troglodita típico e eu teria gostado dele (não tenho nada contra neandertais... até acho fofa toda aquela obsessão, mas...), se ele não fosse tão inseguro. Típico cara que não fode, mas também não sai de cima. Não caga, mas também não sai da moita. E não achei a química deles muito boa não (acho que a coisa com Alan era muito mais quente, mas enfim...). O que me leva a dizer que esse é o ponto morno da história.

George, esse sim, faz valer cada segundo gasto lendo o livro. George é o amigo gay que eles tem em comum. Ele é o fiel escudeiro de Julie e a cereja mais suculenta e sensacional do bolo. É divertidíssimo... e sempre que ele abre a boca você chora de rir.

O livro é bem fininho, tem 200 páginas. O classifiquei aqui como inapropriado, mas não sei ao certo se ele se enquadra. Quanto a parte quente da coisa, me peguei pulando várias vezes as descrições porque era sempre a mesma coisa e não mudava muito, como disse, não tinha muita química entre os personagens e ler as transas deles era meio entediante, então eu pulava.

Por ser um livro voltado para a música, havia refrões e mais refrões de músicas intercalando os acontecimentos, que eu também pulava, porque noventa por cento das referências musicais eu não curto, então também não ia procurar a tradução para ver o que estava dizendo naquele momento. Na verdade faço isso com toda e qualquer música que aparece em um livro, nem Tolkien escapou. (uma boa sugestão é por a tradução de uma vez, o autor já disse quem canta e qual música é, então não vejo porque não traduzir. As editoras já traduzem Tolkien, mas eu só leio os refrões músicas inteiras é o ó)

A história é narrada em primeira pessoa e os capítulos são alternados entre Julie e Daniel, sem grande arroubos fazendo do livro aquelas comédias românticas da Sessão da Tarde. Agora vou ao que importa... o que realmente acontece na história.

Julie perdeu os pais muito nova e foi adotada pelos pais de Daniel, que eram amigos da família. Ela sempre sonhou em ser cantora, não estudou, não foi para a faculdade, pois sabia que seu dia iria chegar.

Daniel terminou a faculdade e abriu um bar em sociedade com dois outros amigos. O After Dark é um dos bares mais badalados da cidade e é lá que nossa mocinha trabalha, como garçonete. Ela sonha em cantar, sonha com uma oportunidade, mas não quer sair atrás do sonho dela, pois tem certeza absolta que Daniel é o amor da sua vida e que um dia ele iria ver isso.

Ele não permite que ela cante no After Dark, mas é quando ele viaja que o caos se instaura. Só Julie poderá salvar a noite... e com muito sucesso. Julie, não atrai para si apenas a fama, mas também o quente guitarrista da The Band, Alan, que está decidido a devorá-la sucessivamente todas as noites se ela permitir. Porém, seu coração é do Danny Boy que acaba retornando cedo demais de sua viagem e praticamente perde a cabeça ao se dar conta que a loira gostosa que não saía de sua cabeça era sua pequena Ju.

O caos ta instaurado novamente... ele agora vê Julie como mulher e ver Alan salivando atrás dela o tira do sério. Ele a quer, mas não quer compromisso e tem medo de se apaixonar.... e isso fica claro para todos, até que George tem uma incrível ideia.

Fazer ciumes no Danny Boy. E isso dá certo.

Porém Danny ainda tem seus medos quanto a compromisso. Não consegue baixar a guarda e é quando Julie decide desistir de tudo que ele se dá conta do quanto a ama e correr atrás do tempo perdido é primordial para tê-la de volta, mas ela também tem algo para contar... algo que poderá un-los ou separá-los para sempre.

Apesar de tudo o que disse... o livro é gostosinho de ler é divertido. Se você precisa de algo bem água com açúcar pra ler essa é uma boa pedida e, claro, você garante umas boas risadas também. Se sua ideia é descontrair esse é o seu livro.

Espero não ter sido muito ranzinza... rsrs...

***

Este livro é uma publicação brasileira, não há uma publicação portuguesa para o volume. 

Lançamento: CHARME #Setembro

Postado por: Raíssa Nantes 17 setembro 2014 3 comentários
Olá, Corujada!

Hoje o lançamento que trago a vocês é o mais esperado por mim, depois de Absoluto, claro. Enfim, estou perdidamente apaixonada pela capa desse livro e bem... meu coração foi destruído por esse lutador de MMA. Se não bastasse estar totalmente louca com o livro, ele será publicado um dia antes do meu aniversário... é para eu me sentir muito honrada mesmo, né?

Mas vou deixar de papo furado e ir logo apresentando o Nico para vocês... ;)

O Destruidor de Corações
Compre AQUI

Sinopse:
Não importava que o árbitro tivesse considerado que aquele tinha sido um golpe limpo. Nico Hunter nunca mais seria o mesmo. Elle tem uma boa vida. Um trabalho que ela ama, um apartamento grande, e o cara que ela está namorando há pouco mais de dois anos é um ótimo partido. Mas sua vida é chata... e ela se esforça para mantê-la assim. Muitas emoções são perigosas. Seu próprio passado é a prova viva do que pode acontecer quando você perde o controle. Então Nico entra no escritório de Elle e tudo muda... para ambos. Mas o que o lindo lutador de MMA, tatuado e com um corpo de tirar o fôlego pode ter em comum com uma advogada muito controlada? Muito mais do que eles esperavam.
Série: Lutador de MMA - Volume UM
Nº de Páginas: s/iLançamento: 19/09/2014Preço: 32,90

A Promessa do Tigre - Colleen Houck

Postado por: Raíssa Nantes 15 setembro 2014 3 comentários

A Promessa do Tigre - Ed: 01 - Editora Arqueiro
Medo. Esperança. Dúvidas. Antes da maldição, uma promessa. Mais de 300 anos antes de Kelsey Hayes surgir na vida de Ren e Kishan, uma jovem cruzou o caminho dos príncipes. Seu amor por um deles mudou o curso da história e o destino da família Rajaram. Criada longe dos olhos da corte, isolada do convívio no castelo, Yesubai luta para suportar os maus-tratos do pai e manter em segredo suas habilidades mágicas. Lokesh é um poderoso e cruel feiticeiro que foi capaz de assassinar a própria esposa porque ela lhe deu uma filha em vez de um filho. Ao completar 16 anos, Yesubai é surpreendida por um anúncio do rei. Procurando fortalecer suas relações diplomáticas, o nobre acredita que um casamento entre a filha de Lokesh, comandante de seu exército, e um pretendente de algum dos reinos vizinhos será uma boa estratégia para diminuir os conflitos na região. A jovem recebe a notícia com alegria. Pela primeira vez ela enxerga um fio de esperança, a perspectiva de escapar do controle do pai e de levar uma vida fora do confinamento de seus aposentos. Mas esses não são os planos do feiticeiro. Ele vê no iminente casamento de Yesubai uma oportunidade de conseguir ainda mais poder e não poupará esforços para atingir seus objetivos sombrios. 'A promessa do tigre' conta a origem da história dos príncipes Ren e Kishan e os acontecimentos que levaram às aventuras da aclamada série 'A maldição do tigre'.

A Promessa do Tigre

A morte me levou antes que pudesse experimentar o sabor de seus lábios.
Mas sua imagem foi a última a ocupar minha visão no momento de minha partida.
pág. 111


Ai ai ai... hoje foi o dia da choradeira, sim, chorei como uma bocó... porque? 
Porque sou bocó oras, porque mais seria? E porque o livro é um encanto...

Enfim, eis aí mais um presente que me dei de aniversário, na verdade não é bem pra mim, foi pra minha mãe, que é fã da saga do tigre, porém me empolguei e resolvi ver o que me traria esse prequel da obra. O livro tem cento e pouquinhas páginas e é um encanto. Não perdi tempo e resolvi ler, mesmo não tendo lido os demais livros da série, por pura preguiça e porque, mesmo gostando do primeiro volume a Kelsey é uma malinha sem alça né? Daí, desanimei, mesmo achando perfeito e tudo o mais..

Peguei esse livro para ler e foi coisa de conto de fadas mesmo... e eu amei! Mesmo não gostando de contos de fadas... rsrs... A estória do livro conta o que aconteceu antes dos nossos belos príncipes indianos serem amaldiçoados e é narrado pelo ponto de vista de Yesubai, filha de Lokesh e o motivo de toda essa confusão.

Yesubai passou dezesseis anos sendo oprimida pelo pai. Ela finge não ter poderes para não levantar suspeitas ao pai que ela sabe ser um homem perverso. Perverso ao ponto de assassinado a própria esposa após o nascimento da menina. 

Na noite de seu décimo terceiro aniversário, Yesubai é apresentada diante de todos os monarcas indianos. Sua exótica beleza, antes escondida por seu pai, foi revelada sem o conhecimento de Lokesh e uma vertiginosa trama a levará fazer coisas nunca antes imaginadas. Apesar de conhecer pouco do mundo e temer o que conhece dentro de seu próprio quarto, ela decide ceder às chantagens do pai.

Com o rei morto, o nome rei é Lokesh e pessoas muito queridas para Bai, estarão em perigo. Ela sabe que o pai é um homem poderoso e ela sabe também que seus poderes são maiores que os poderes políticos que ele tem. Sem poder treinar a própria magia que tinha dentro de si, ela sabe que jamais seria capaz de deter a maldade impregnada na alma de seu pai. Sendo assim ela aceita seguir para Rajaram para conhecer, enfim, Dhiren... o homem que ela devia desposar e matar.

Só que na noite do banquete, uma coisa aconteceu... ela viu Kishan e seus olhos dourados e ela soube então, que jamais poderia fazer nada contra o amado. O cerco está fechado... a mãe de Ren e Kishan está determinada a ajudá-los a consumar aquele amor, porém uma única visita à tenda de batalha de Ren, faz com que ele se encante com a beleza da menina. Ela não pode mais voltar atrás... ela não pode mais permitir que o pai vença e a única forma que ela tem para salvar os dois príncipes é dar a eles seus poderes e sua própria vida.

Eu achei o livro, leve e fofo... e fiquei cada vez mais loucamente apaixonada pelo Kishan, a forma como ambos interagem, como vão se conhecendo é algo tao lindinho. Mesmo sabendo que o casamento entre Ren e Yesubai é certo, eles não conseguem resistir ao amor que cresce entre eles e termina numa grande tragédia.

Vi muita gente criticar o livro, chamar de motivo para ganhar dinheiro... Eu, como sempre discordo. Achei muito válida a historia, para aqueles que gostam da saga e já conhecem o enredo, sabe que esse livro abriu um leque incrível de possibilidades quanto ao que está por vir nos livros destinados ao Kishan. Não vou falar o que me deixou com um pé atrás quanto a morte da Yesubai, mas vamos aguardar. A autora pode nos surpreender nos próximos livros...

Se você gostou da Saga do Tigre é uma boa se render a esse volume. É realmente uma delicinha de ler e o fim é emocionante. Eu gostei...


Este livro ainda não foi lançado em Portugal.

O Rosário de Eros - Delmira Agustini #POESIA

Postado por: Raíssa Nantes 14 setembro 2014 2 comentários


Falar de poesia é um tanto quanto complicado aqui no Brasil. Quem dirá tentar explicar como é a poesia em toda a sua essência.

Não sei se é pela falta de alma, ou se perdemos a essência lirica de todos aqueles que nos brindaram com suas rimas e versos, mas a decadência poética nacional é assustadora.

Poucos são os que se deleitam na sensibilidade poética do que temos, e os que se dedicam a ela, são relegados a sarjeta pela falta de interesse de compreensão por parte de leitores insensíveis. Se existe uma periferia literária, o que foi elite poética hoje mendiga por atenção nesse país. E isso é degradante.

O que só afirma ainda mais a falta de empatia e amor que a cada dia morre, deixando seu esplendor a favor da ignorância. 

O que quero dizer com isso?

O leitor deixou de ler com a alma... E o que é escrito com a alma, tem de ser lido pelos olhos dela. E sinto dizer que aqui jaz a poesia e ao seu lado o bom e velho português que também definha lentamente na sarjeta sob a ferida aberta pela espada da ignorância.

Irônico me referir isso, provavelmente poucos entenderão onde quero chegar, mas eis que devo voltar meu foco ao que realmente interessa. Vocês já conhecem Delmira Agustini, já falei dela outras vezes aqui e fiz boas referências a poesia aqui nessa mesma página, portanto não tornarei a me repetir quanto a esse assunto.

O Lucas Zaparolli de Agustini, poeta, tradutor e leitor ávido das obras da poetiza uruguaia me encaminhou dois exemplares, de uma publicação única e especial da obra O Rosário de Eros e confesso ter demorado um pouco para ler.

Você deve estar se perguntando o porque de tanta demora, depois de chamar meio mundo de ignorante eu devia ser a primeira a não agir como todos os outros, não é? Mas eis uma resposta as suas perguntas... Inspiração, essência... alma... Poesia não se lê a torto e a direito, da mesma forma que não se escreve apenas por escrever. Poesia te dá sede, sofreguidão, algumas não lhe tocarão, mas aquela essência que sua alma busca nela será preenchida com uma e outra. Lê-se um mesmo livro de poesia várias vezes e nessas várias vezes entende-se e sente-se coisas diferentes. Na verdade é assim com qualquer livro, porém a poesia é a que toca mais.

Quando enfim peguei O Rosário de Eros para ler, preparei-me para uma enxurrada de sedução. Uma obscuridade erótica que me arrebatou. Se Delmira teve amores, muitos foram... se de todos eles provou, seus amores estão eternizadas nas páginas de seus livros, impressos em papel e sentimento em cada uma de suas frases.

Espantei-me com a quantidade de versos que selecionei e redijo um deles a vocês mais abaixo. Provavelmente não precise dizer o quanto gostei poder ter as brechas de minha alma preenchidas pelos versos de Delmira e agradeço ao Lucas a oportunidade te ter lido algo tão visceral e arrebatador. 

- O Encontro -

Em teu quarto coberto de sonhos, feixes cheios de
Flores e luzes de espíritos, minha alma
Calçada de silencio e vestida de calma
Pela senda mais negra dessa noite irá a ti

Apaga os castiçais para ver coisas belas;
Fecha todas as portas para entrar a ilusão;
Arranca do mistério um punhado de estrelas
E enflora como como um vaso triunfal seu coração


Aos sensíveis, brevemente sortearei o exemplar extra a vocês.

O Amor Não Tem Leis - Camila Moreira [1/2] #EuLeioBrasil

Postado por: Raíssa Nantes 2 comentários
O Amor Não Tem Leis - Ed: 01 - Suma de Letras
Alexandre Ferraz é um renomado advogado criminalista apaixonado pelo que faz. Além do sucesso inquestionável na carreira jurídica, também usufrui do impacto devastador que provoca nas mulheres a sua volta. E com a sua nova estagiária Maria Clara não seria diferente. Recém-chegada de uma temporada fora do país, quando acompanhou o então namorado e cantor pop Dereck Mayer em turnê pelo mundo, a estudante de Direito está determinada a cumprir as horas de estágio para finalmente ganhar o diploma, nem que para isso tenha de resistir aos hipnotizantes olhos azuis do dr. Ferraz. Assim como o seu chefe, a jovem leva uma vida descompromissada, curtindo o sexo oposto sem romantismo ou grandes demonstrações de afeto. O amor não tem leis traz a arrebatadora história de um homem e uma mulher que buscam, acima de tudo, o prazer, mas que quando colocados frente a frente terão de aprender a lidar com sentimentos até então desconhecidos para eles. O que esperar desses dois? O amor será capaz de transformá-los?
O amor não tem leis
(Este livro é recomendado para maiores de 18 anos)

"Se ela estava achando que poderia fazer de mim gato e sapato, 
ela não conhecia Alexandre Mendez Ferraz. 
E eu lhe mostraria com prazer os meus lados mais ocultos." 
pág. 60 



Ah! O Amor não tem Leis... 
Ah!! Dona Camila Moreira...
Porque fazes isso dona moça, com os frágeis corações de suas leitoras?

Bem... Vou largar de choradeira, o que acho difícil, pois assim que terminei esse livro esgotei meu estoque de lenços e tentarei falar um pouco dele com vocês sem fazer dramalhão. O que será difícil, já que para a minha total e completa perdição eterna e danação infernal literária tem uma continuação que já se encontra em pré-venda na #submarino (O Amor não tem Leis - O Julgamento Final) e já estou namorando, pois não sei se vou aguentar ficar nessa dúvida cruel. São só dois livros mesmo viu gente? Dei uma olhada na fan page da autora (aqui) e também perguntei a ela se era só esses dois mesmo e até respirei aliviada... não sobreviveria a mais espera de mais um volume... rsrs... (acho que exagerei no drama, não?)

Enfim, havia visto a capa do livro na página da Suma de Letras e achei interessante a premissa erótica, assim como o fato da autora ser brasileira e tudo o mais.... Daí fui dar aquela conferida básica e caí de amores. Não que eu seja muito fã de Direito ou do meio jurídico (é uma longa e traumática história familiar que é melhor nem perder tempo), mas é impossível eu não cair de amores por esses bofes 'devogatos' que nossas meninas brasileiras tem criado, não apenas para destruir os corações alheios, mas também para matar de tesão qualquer mulher com um pouco de sangue nas veias... rsrs... acho que uma árvore teria tesão neles... enfim...

Tudo começou quando fiz o beta do livro Aluga-me Teu Corpo da Adriana Vargas (resenha aqui) e logo depois recebi em parceria com a Editora Charme, Absoluto, da Martinha Fagundes (resenha aqui) que não é um romance erótico, mas o romance é tãããão lindo e fofo que não dá para não morrer de amores. Bem... eu não resisti... joguei minhas birras com o meio jurídico por água abaixo e caí matando nessas maravilhas do mundo. Dr. Theo, criado pela Adriana, não apenas é um tanto pervertido quanto é deliciosamente cafajeste, doido para ensinar uma lição para sua estagiária ninfomaníaca (uiiii). Já o belo e perfeito Sr. Absoluto, da Martinha, não cabe em si de tanta deliciosa e 'sedutiva' prepotência... Com um time desses, só faltava para mim um Lobo Mau... como meu aniversário é agora dia 20/09 e estava selecionando livros que me daria de presente (faço isso todo ano... rsrs) coloquei ele na lista e pedi à Freya que eu não me arrependesse, principalmente torci para que não tivesse algemas, espancamento e coisas do tipo... acho que ela ouviu minhas preces... pois o livro foi além do que eu esperava que fosse... e isso, acho que vocês já sabem né?

Bem... li o livro em um dia, peguei e não conseguia mais largar e quando terminou e meio que fiquei assim... NÃO ACREDITOOOOOOO.... *** Recadinho pra Camila: Gata... esse final ta subentendido, ein? Não aceito que essa coisa aí de 'não vai mais acordar' seja definitiva ***

Enfim... voltando ao foco (ou tentando).. Odeio homem bonito chorando e o livro já começou assim, fui dar aquela folheadinha cretina e não resisti, deu vontade de levar pra casa e o Dr. Ferraz... minha nossa... eu levava pra casa, dava banho, comida, colo, roupa lavada e cama fervente (porque quente pra esse moço é pouco.. delicia...

*Foco, Raíssa*Foco, Raíssa*Foco, Raíssa*

Alexandre Mendez Ferraz, esse é o nome da fera. Ele não é simplesmente lindo, mas é também tão irresistível quanto o pecado. Um belo moreno com terríveis olhos glaciais que sabe muito bem o efeito que sua beleza e seu charme são capazes de fazer na vida de uma mulher. Ninguém, nunca, dizia não ao famoso e renomado Dr. Ferraz, um dos maiores criminalistas do país. Nenhuma mulher o expulsava da sua cama... e todas elas lambiam seu chão para chegar em suas bol.... bem... ao menos era o que ele acreditava até Clara entrar na sua vida.

Ele não estava feliz com a ideia de ter uma moleca como sua estagiária e ignorou a sugestão do pai o quanto pode para não contratar a melhor amiga de sua irmãzinha. Nada tirava da sua cabeça de que a tal mocinha era uma fedelha cheirando a leite e cueiros sujos... Ele também estava enganado quanto a isso, ao menos até seus olhos recaírem sobre a perfeição em pessoa, a mulher mais linda e mais sexy que ele já vira em toda sua vida e... bem... ele já tinha visto e tido muitas em sua cama para saber que nunca vira nada igual ou tão estonteante que Maria Clara.

No passado Maria Clara, perdeu alguém muito especial e ela se culpa até hoje pela morte dele. Em sua vida não há lugar para compromisso ou relacionamentos... não há lugar para o amor... apenas há espaço para sexo casual e culpa. Ao chegar nos escritórios da família Ferraz ela espera encontra um velhaco e sabe que sua vida seria virada de cabeça para baixo quando bate os olhos na perfeita visão que é Alê Ferraz. Se não bastasse o cretino está disposto a brincar com fogo.

Uma noite de sexo avassalador e eles estão perdidamente necessitados de contato físico. Na manhã de segunda, após ter dito a Clara, que não a tocaria mais... Dr. Ferraz leva seu primeiro fora... Ela não sabia que não podia haver envolvimento entre eles, que era contra as regras da empresa, mas resistir a tentação em pessoa seria difícil. E se entregar para o desejo que os consumia era questão de tempo...

Quando enfim, o relacionamento dos dois entra num acordo, Alê praticamente se vê um outro homem. Não consegue nem ao menos aceitar que seu irmão converse com sua menina... sim... SUA... Só SUA... e quem estava ferrado naquele momento era ele... 

Enquanto você é 'encharcado' por páginas e mais páginas de sexo quente. Camila Moreira te carrega de um zilhão de outras informações, intercalando os pontos de vista de Ferraz e de Clara...  sem falar nas ex- namoradas mal comidas, ex-namorados com covinhas sexys surgem no fundo da caixinha de Pandora, perseguições, sabotagens, homofobia e duas questões muito importantes que te deixará intrigado até o final do livro... 'Quem está perseguindo Alexandre?', mas o mais importe... 'Qual o trauma que afasta Clara de seu grande e visceral amor?

Nesse primeiro volume seremos apresentados ao drama de Maria Clara e ao seu intenso relacionamento com Alexandre, porém ainda teremos de esperar o próximo volume para saber quem atentou contra a vida de Clara e Diego. Alexandre terá de descobrir sozinho o que afasta sua menina dele e escolher se deve ou não mantê-la ao seu lado... quando a vida de todos eles correm perigo!

Acho que minha, nada breve, resenha deixou bem claro tudo o que achei do livro e um pouco do que passa. Fiquei impressionada por conseguir não dar spoiler... sempre dou quando fico empolgada com um livro... lembram de Amante Sombrio? rsrs...

Enfim... se você gosta de um bom romance erótico, cheio dramas e tramas.... é uma boa cair matando na leitura de O Amor não Tem Leis. Vocês sabem, o quanto sou exigente com os livros... então preparem os lencinhos... pois esse final vai te fazer chorar oceanos e te deixar louca para o lançamento do ultimo volume dessa duologia.

***

Este livro é uma publicação brasileira, não há uma publicação portuguesa para o volume.

Viagens de uma Psicologa em Crise - Graziela R. Bergamini #EuLeioBrasil

Postado por: Raíssa Nantes 1 comentários
Viagens de uma Psicóloga em Crise - Ed: 01 - Editora Incentivar
O livro se passa em parte na Índia, em parte nos bastidores do mundo mental de uma mulher de 36 anos, que relembra uma viagem que fez sozinha quando era estudante de psicologia. Em meio às aventuras que passou visitando Auroville, uma “comunidade alternativa”, o ashram do Sai Baba, e a cidade sagrada de Varanasi; ela também expões seus pensamentos conflituosos do passado a respeito da escolha da profissão, da sua relação com Deus e com o mundo dos relacionamentos amorosos. No último terço do livro, a autora conta como foi saindo de algumas de suas “crises” ao questionar pensamentos velhos e obsoletos e reconstruir sua maneira de pensar. Escrito com a ideia de transmitir leveza e diversão, o livro também pode ser fonte para reflexão sobre como cada um conduz sua própria vida.

Viagens de uma psicóloga em crise

Há alguns meses eu recebi o livro de presente de minha prima e fiquei bem curiosa ao ler a sinopse e tudo o mais. Fiquei ainda mais animada pelo fato do livro ser bem fininho o que faria da leitura bem rápida. Aproveitei as minhas férias e para começar, porque não pegar as viagens de uma psicologa em crise? Então, lá fui eu, quente, achando que a Graziela havia escrito uma autobiografia romanceada, com passagens engraçadas, dramas interessantes e... eu estava enganada. A capa promete muito e o livro deve tanto quanto.

Não estou dizendo que o livro seja ruim, mas decididamente ele é voltado para os estudantes de psicologia ou para psicólogos em si. Foi o que eu senti no livro do inicio ao fim, a leitura que eu acreditei ser rápida... acabou virando um martírio, mas prossegui... que eu não sou a pessoa mais equilibrada do mundo é sabido por todos, mas ninguém é normal, não é verdade? Foi quando ela começou a falar de suas crises quanto ao que queria fazer da vida que me animei, mas ela não explanou a fundo e achei a auto analise feita por ela mesma muito rasa. Os medos em si foram muito parecidos com os meus e a necessidade de encontrar a verdade em uma profissão que me apraz também, porém terminou ai. Ela não disse o que levou ela em si a saber que a psicologia era a sua profissão, bem, ela disse, porém não achei o relato convincente ao ponto de me dar alguma coisa para pensar sobre o assunto e tomar meu próprio caminho de auto analise do que pode ser ou não o meu futuro profissional.

Eu que não fui para a Índia descobri muito mais que ela observando a existência ao meu redor aqui mesmo no Brasil, tanto porque miséria, fome e falta de saneamento básico também temos aqui, mas enfim... sou brasileira e não desisto nunca... continuei a leitura e ela simplesmente parou de falar da Índia e suas busca pessoais para falar de religião... pura encheção de linguiça. Respeito todas as religiões, nada contra nenhuma delas, mas algumas coisas ela viajou na batatinha ali e achei desnecessária explanação que ela deu sobre si e a religião que mais a atrai e tudo o mais, a autora passa muito tempo se explicando sobre o porque de achar aquela religião mais interessante e acaba sem um pouco catequista em relação a ela e é desnecessário... 

Deus está em todos os lugares, o meu Deus é mesmo Deus que o das demais religiões... Então, uma busca espiritual e uma afinidade com determinada religião é de cada um... acho que ela deveria ter se prendido a importância de se acreditar em algo além do que os olhos podem ver, sem puxar sardinha para a religião dela. A alma é única, assim como cada fé e enaltecer essa ou aquela, na boa... não faz parte de uma comunidade laica.

Pra resumir beeeemmm o que estou querendo dizer... a autora falou, falou e não disse nada... ao menos não para mim. Como já disse um milhão de vezes, não existe livro ruim, existe livro errado para o leitor errado e esse foi bem o meu caso. Cheguei a me perguntar várias vezes se minha prima, a que me deu o livro, me achava assim tão perturbada das ideias ao ponto de me indicar o livro, mas descartei a hipótese... ela se identificou com a leitura e achou que poderia me agradar também, apenas isso. 

O livro começa com uma Graziela de vinte e um anos desembarcando na Índia. Para quem viveu no exterior parte da vida e ter de ir para a Índia para se auto descobrir, achei meio fora de contexto, como disse, ela já havia retornado para o Brasil e aqui já tem o suficiente para dar um choque na realidade de qualquer um acostumado a uma cultura um pouco mais organizada que a nossa, mas deixei pra lá. Tentei não pintar a autora como uma menininha mimada, chamando a atenção, cada um tem seus motivos e encontra seu caminho no caminho que lhe é melhor trilhar.

Enfim, a Grazi desembarca na Índia e simplesmente vai para um fim de mundo do caramba, onde ela inicia uma auto análise de si e uma análise do ambiente em que vive e as necessidades ao seu redor. Ela disserta sobre seus medos quanto ao futuro, seus receios quanto a existência ou não de uma divindade e por aí vai. Culminando, enfim, com seu retorno ao Brasil e à realidade.

Se a autora descobriu o que queria em sua viagem, relatada no livro, eu não sei, mas com certeza ela aprendeu a olhar mais para si e tentar compreender dentro dela o que necessitava de concerto, sem necessariamente precisar buscar respostas em livros ou no cosmos (não é o marido da Vanda... rsrs). E talvez seja essa a verdadeira moral do livro, auto analise e vivência. Talvez às respostas estejam ao seu lado ou do outro lado da rua, ou ainda dentro de você em algum lugar, basta você parar de olhar para o próprio umbigo e ver que na experiência do outro você pode encontrar o que procura.

Não foi um livro que realmente tenha abalado minhas estruturas, mas está aí para aqueles que se interessam. Provavelmente o lerei novamente em uma outra fase de minha vida para ver se minha analise sobre ele continuará a mesma. 

* * *

Este livro é uma publicação brasileira, não há uma publicação portuguesa para o volume.

Promoção de Aniversário - 5 Anos de Livros Românticos

Postado por: Raíssa Nantes 10 setembro 2014 23 comentários
Olá, Corujinhas!! Tudo bem?

Então, já expliquei a vocês que minha vida anda uma loucura. Tive de cancelar o sorteio de aniversário com outros blogs, pois fiquei sem internet.Daí, depois que já tinha pedido um milhão de desculpas para os blogueiros, eis que a minha internet volta. Como não sou de voltar atrás, para não ficar atrapalhando a vida dos outros, decidi me virar nos 30 por aqui e fazer um sorteio para não ficar em branco.

Como voltei da Bienal carregada de livros, tive de fazer uma seleção de alguns deles e sortearei para vocês aqui no aniversário do blog. Não é bem o que foi programado, mas acho que ta valendo né?

Bem, vou deixar de papo e ir logo ao que interessa. Leia as regrinhas abaixo antes de participar do sorteio e boa sorte!

Regra:

- Residir no Brasil ou ter endereço de entrega no país.


Atenção: Para participar dos sorteios é obrigatório que você siga o blog. Deixe seu nome de seguidor no capo para que eu possa analisar posteriormente.
Se é sua primeira experiência com o formulário, acesse com sua conta do G+ ou use seu perfil no Facebook




:: Atenção ::

○ Verifique se todas as regras foram cumpridas, o não cumprimento delas leva a desclassificação;
○ O blog tem um prazo de 35 dias para encaminhar o livro aos ganhadores. 
○ Todos os custos desse sorteio são responsabilidade da administradora da página. 
○ Regras sujeitas a mudanças sem avisos prévios; 

Reconstruindo Amélia - Kimberly McCreight

Postado por: Raíssa Nantes 03 setembro 2014 3 comentários
Reconstruindo Amélia - Ed: 01 - Arqueiro
Kate Baron, uma bem-sucedida advo­gada, está no meio de uma das reuniões mais importantes de sua carreira quando recebe um telefonema. Sua filha, Amelia, foi suspensa por três dias do Grace Hall, o exclusivo colégio particular onde estuda. Como isso foi acontecer? O que sua sensata e inteligente filha de 15 anos poderia ter feito de errado para merecer a punição? Sua incredulidade, no entanto, vai aos poucos se transformando em pavor ao deparar, no caminho para o colégio, com um carro de bombeiros, uma dúzia de policiais e uma ambulância com as luzes desligadas e portas fechadas. Amelia está morta. Aparentemente incapaz de lidar com a suspensão, a garota subiu no telhado e se jogou. O atraso de Kate para chegar a Grace Hall foi tempo suficiente para o suicídio. Pelo menos essa é a versão do colégio e da polícia. Em choque, Kate tenta compreender por que Amelia decidiu pôr fim à própria vida. Por tantos anos, as duas sempre estiveram unidas para enfrentar qualquer problema. Por que aquele ato impulsivo agora? Suas convicções sobre a tragédia e a pró­pria filha estão prestes a mudar quan­do, pouco tempo depois do funeral, ela recebe uma mensagem de texto no celular: Amelia não pulou. Alternando a história de Kate com registros do blog, e-mails e posts no Fa­cebook da filha, Reconstruindo Amelia é um thriller empolgante que vai surpreender o leitor até a última página.

Reconstruindo Amelia

"Kate só tinha como ser a mãe que era, a mãe de Amélia - curadora de sua memória, guardiã de seus segredos, depositária de seu coração. E isso ela sempre seria." pág. 349

Sabe aquele livro que mexe com você? Não digo aquele que te emociona, te faz chorar e essas coisas... estou falando de um livro que de cara chama sua atenção, se não chamar na capa te prende na sinopse e lá vai você com ele para cima e para baixo.

Bem, comigo o livro não apenas me atraiu inicialmente como também me deu muita raiva, me deu tanta raiva que eu não conseguia largar. Já cansei de falar que tenho sérios problemas com livros com adolescentes e bem esse foi um daqueles que me fritou a paciência. Achei que a Kimberly McCreight trabalhou a trama muito bem, intercalando mãe e filha, e-mails, diários, feed do Facebook e mensagens no celular, mas tenho de dizer que se perdeu em algumas partes e deixou algumas coisas pendentes ou sem explicação. Ela pecou um pouco no final também, acho que ela poderia ter fechado com uma enorme chave de ouro, ele poderia ser maravilhoso, mas foi apenas bom.

Falando assim até parece que não gostei do livro, não é?... rsrs...

Mas gostei sim, e muito viu? Apesar dos meus cricris com o clubinho que a Amélia resolveu entrar por estar apaixonada por uma das meninas de lá, o livro é excelente. Para deixar claro, não fiquei grilada com o romance homoafetivo de Amélia e sim das idiotices que ela fez que em nada condiziam com a menina sensata que a autora descreveu.

Enfim...

O livro começa com Kate recebendo uma ligação da escola onde Amélia estuda. Ela está em meio a uma reunião importantíssima e não consegue chegar a tempo para buscar a filha que havia sido suspensa por conta de um plágio. Kate é mãe solteira e faz de tudo um pouco para dar o melhor a filha, mesmo que tenha pouco tempo para estar com a menina faz de tudo para poder compensar suas faltas.

Ao chegar no colégio, há uma estranha movimentação. Ela não sabe o que aconteceu, só que saber onde está a sua filha. Há policiais e bombeiros por todos os lados, a escola está vazia, mas onde estaria Amélia? A visão do corpo estirado no chão parece surreal demais e a verdade sobre a identidade do cadáver ainda mais inacreditável.

Amélia se matara!

Para Kate lidar com a perda da filha está sendo muito dolorosa. Mal come, ou dorme... trabalhar em um prédio altíssimo faz com que tenha paranoias quanto a altura da queda de Amélia, sua menininha. A polícia encerrara o caso como suicídio, porém Kate não está tão certa disso. Ela tenta de todas as formas aceitar que sua filha tinha problemas, mas nada disso parece fazer sentido... até que uma misteriosa sms chega em seu celular: AMÉLIA NÃO PULOU.

Com a ajuda de seu chefe, Kate dá inicio a uma investigação superficial dos fatos, que logo toma a forma de um homicídio e ganha uma nova investigação. Agora Kate e Lew, o novo investigador, estão a frente de novas evidências e precisam de respostas para as seguintes perguntas...

Quem matou Amélia? Quem está mandando todas essas sms's anonimas? Quem é Ben?

E por fim... Quem era Amélia?

O livro é repleto de reviravoltas incríveis. Descobertas surpreendentes e apesar do final mais ou menos (ainda acho que a autora poderia ter feito algo mais eletrizante), me vi colada a cada descoberta feita por Kate. Adorei saber quem era o pai de Amélia, a autora fez uma escolha perfeita para isso. O desvendar do eu de Amélia foi surpreendente e, claro, convido a todos vocês a embarcar na leitura dessa incrível reconstrução.

book cover of 

Reconstructing Amelia
Este livro ainda não foi lançado em Portugal.

TOP COMENTARISTA #Setembro e #Outubro

Postado por: Raíssa Nantes 02 setembro 2014 8 comentários
Olá, Corujinhas!

Como o prometido... #setembro vinha com muitas novidades não? E como tive uns probleminhas básicos de percurso vou ter de estender esse Top Comentarista até #outubro, então percam tempo, corre pra por seus comentários em dia que esse mês serão 3 livros mágicos para vocês...

Vou largar de papo furado e ir logo ao que interessa... Serão 3 livros para um só ganhador!

Teremos como prêmio:
• Box Encantadas (3 Livros).

Quer saber como? Siga as regras e participe!


► Regras: 

:: Tem início dia 02/09 e vai até dia 31/10 - Resultado: 02/11 ::

♠ Residir no Brasil; 
♠ Seguir o Blog (em Seguidores na coluna lateral do blog); 
♠ Comente em todas as postagens dos meses de Agosto, Setembro e Outubro (não são aceitos comentários em postagens de promocionais *sorteios*) 
♠ Preencher e colocar os links dos comentários no formulário abaixo; (sempre que comentar preencha o formulário - para facilitar colocarei o formulário nas resenhas e na coluna lateral também)

 **** ATENÇÃO: **** 
♠ Para ter sua participação válida: 
          - Comente no mínimo 4 (quatro) resenhas do blog de forma coerente. (mostre que leu o que foi escrito. Eu quero, Eu li, Eu gosto, não serão aceitos.) 
♠ Se você comentar em todas as postagens referentes ao mês de abril  e maio terá mais chances de ganhar, pois cada comentário feito além das 4 resenhas contará como número extra. Ou seja quanto mais você comentar, mais chance tem de ganhar. (lembrando: postagens promocionais não serão aceitas);

Entenderam as regras? 

Você vai validar sua participação com 4 resenhas comentadas dentro dos meses estipulados e a cada postagem a mais comentada e inserida no formulário contará como números extras para você. 

O sorteio continuará sendo feito pelo Ramdon.Org. caso haja empate entre os participantes.



:: Dúvidas Frequentes :: 

- Eu comentei em quase tudo... ficou faltando só uma resenha para fechar quatro. Eu participo do sorteio?
R: Não, você não participa

- Eu comentei apenas em quatro resenhas, Raíssa. Não comentei as demais postagens... Eu participo? 
R: Sim, você participa. A ideia do blog é divulgar resenhas, então se você comentou as resenhas mínimas está dentro do sorteio. 

- Eu comentei todas as postagens blog e comentei seis ou mais resenhas. Eu ganhei?
R: Não, mas tem mais números extras para ganhar o sorteio que os demais concorrentes que comentaram as quatro resenhas

 QUALQUER DÚVIDA SÓ PERGUNTAR NOS COMENTÁRIOS.

- ATENÇÃO 
○ O Top-Comentarista de maio tem inicio dia 02/09 e vai até 31/10; 
○ O resultado saíra dia 02/11; 
○ Um e-mail será enviado ao ganhador, e ele terá de respondê-lo dentro do prazo firmado no e-mail. 
○ Caso o ganhador não responda ao e-mail dentro do prazo, outro sorteio será feito entre os demais concorrentes; 
○ O blog tem um prazo de 35 dias para encaminhar o livro ao ganhador. 
○ Todos os custos desse sorteio são responsabilidade da administradora da página. 
○ Regras sujeitas a mudanças sem avisos prévios;

:: BOA SORTE :: 

Lançamento: OS DEZ MELHORES #Agosto

Postado por: Raíssa Nantes 22 agosto 2014 2 comentários
Olá, Leitores!

Hoje é dia de lançamento e o de hoje é da nossa parceira a Editora Os Dez Melhores. Durante toda essa semana (de 18/08 à 22/08) eles promoveram um lançamento incrível em Carazinho/RS. A Biblioteca Pública Municipal da cidade está fazendo aniversário e o lançamento aconteceu durante esses eventos que se encerram hoje, mas se você se interessar pode adquirir o livro no link que informarei mais adiante. 

Durante toda essa semana, o autor Afobório esteve trabalhando diretamente com o publico jovem dos colégios da região, ministrando palestras sobre literatura e escrita para a garotada. Parece que foi sensacional não? Mas vou largar de papo e apresentar logo a vocês o mais novo lançamento da editora: Contos de Amor e Crime - Uma Romance Violento.

** Compre AQUI **

Sinopse: 

Amor, brutalidade, crime, drogas, esperança. Respeito. Discriminação social, racial. Estes são os ingredientes que norteiam a vida de Jozz, o protagonista deste romance violento. Negro, pobre, morador da favela, sem nenhuma estrutura familiar, Jozz é o anti-herói que até admiramos, que até compreendemos, mas que queremos longe de nossas casas e de nossas vidas. Você poderá amá-lo ou poderá odiá-lo. Tudo depende das situações que você viu, ouviu e viveu. Através de um texto cru, direto e impetuoso, o escritor Afobório não mede palavras, e nem teme os militantes do politicamente correto ao falar sobre preconceito e segregação social, perturbando e colocando o leitor a refletir sobre o seu papel em um país que ainda esconde seu racismo, enfeita sua miséria, e ignora esta bomba-relógio que ameaça explodir a qualquer instante. Neste contexto, Jozz é um perigo. Mas quem não é?

Raíssa Nantes. Tecnologia do Blogger.

Outros Blogs

Autores Parceiros

Editoras Parceiras

Afiliado:

WOOK - www.wook.pt

Arquivo

Já passaram por aqui...

Fique sempre atualizado!
Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail.